Como o inbound marketing pode ajudar seu negócio? – Concessionárias

Recentemente, postamos um texto sobre o que é o inbound marketing. Agora é a hora de mostrar algumas aplicabilidades para o seu negócio!

O exemplo a seguir é o de uma concessionária que revende carros de luxo e que definiu, baseando-se em pesquisas e em consulta com os setores de vendas e de atendimento, que seu objetivo é melhorar o CRM (gerenciamento de relacionamento com o cliente).

A agência de marketing digital, após realizar um estudo sobre a presença online da concessionária, definiu que determinadas alterações deveriam ser feitas em alguns canais utilizados pela empresa. Tais mudanças foram definidas, conforme vemos abaixo:

Antes:

A empresa utilizava apenas o Facebook e postava imagens de seus produtos exaustivamente. O número de curtidas era razoável, entretanto, não eram curtidas de possíveis clientes, apenas pessoas que gostavam de carros. A página enfrentava um problema sério, que eram os comentários negativos sobre o preço alto dos carros de luxo.

A concessionária mantinha um site em que postava somente os carros e os preços. Era tudo direcionado para a venda, sem gerar valor para o cliente. O site contava com poucas visitas, uma vez que todo conteúdo era exposto no Facebook.

Não havia forma de captação de e-mails, nem nenhum contato com clientes e possíveis clientes.

Depois:

Grandes mudanças foram implementadas. Primeiro, a definição da persona foi adotada, por meio de pesquisas com os clientes da marca.

O site da empresa não condizia com a proposta. Foram criadas novas abas, entre elas, uma para entrar em contato com a empresa via chat, além de botões de compartilhamento nas redes sociais.

Destaque especial para a aba Blog, que foi incluída com o objetivo de postagem de conteúdo sobre temas que permeiam o mundo dos carros de luxo. Assim, foi definido um calendário editorial de matérias informativas para o site, com textos sobre como escolher o melhor carro esportivo, quais as vantagens em adquirir veículos de marcas consagradas, entre outros. Todas as postagens passam a ser realizadas utilizando-se técnicas SEO para que os textos tenham destaque nas pesquisas de motores de buscas.

A maior dificuldade foi desenvolver uma maneira de captar e-mails de possíveis clientes em meio a tantos curiosos. Por isso, foi definida a criação de uma landing page que segmentasse pelo emprego da pessoa, visto que a empresa tem um perfil de clientes com uma determinada função e status.

Para o Facebook, após serem atualizadas as fotos de capa e de perfil, planejaram-se postagens que visavam melhorar o relacionamento da companhia com o potencial cliente. Portanto, viu-se a necessidade de fazer quatro posts diários com conteúdos interessantes que atraíssem não só curiosos, mas possíveis clientes, seduzidos pelo mundo dos carros de luxo.

Imagens dos carros eram postadas algumas vezes, mas sem informações sobre os valores. As fotos eram acompanhadas por textos como “Você conhece a BMW Serie 3? Saiba curiosidades sobre o carro de luxo mais vendido em 2015”.

Depois dessa reformulação básica, implementaram-se ações de e-mail marketing para trabalhar com os e-mails captados. A concessionária já mantinha um banco de dados dos clientes, assim, a primeira segmentação de e-mails foi a dos clientes que haviam comprado e se interessavam pelos carros. Depois, foram segmentados os possíveis clientes, que correspondiam ao perfil de compradores da marca, de acordo com o corte feito pela landing page. Por último, o grupo dos interessados, mas que não possuíam o poder de compra necessário. Para cada grupo, foram enviados e-mails de 15 em 15 dias, sobre temas que possivelmente despertariam a curiosidade em cada um.

 

Conclusão:

Vale destacar que essas ações surtem resultado, mas cada uma dentro do seu tempo. Também vale dizer que um planejamento de inbound marketing deve sempre ser o mais detalhado possível, por meio de: definição de datas, de canais, de horários de publicação, etc. Ter controle ajuda a encontrar possíveis erros na estratégia. Definir os KPI (indicadores de performance), também contribui para medir o andamento e a efetividade das ações definidas efetivamente. Sem a escolha desses indicadores, você ficará imerso em números que podem não mostrar um resultado real.

No exemplo criado por nós, a concessionária viria resultados surgirem em médio prazo. Mesmo que as vendas ainda não se concretizassem a curto prazo, o valor disponibilizado para os clientes seria um ponto positivo para a marca. Quem não gosta de receber material interessante na hora certa?

Inúmeras outras ações poderiam e podem ser implementadas no nosso exemplo, mas mediante pesquisas e testes. Optamos apenas por mostrar algumas sugestões que podem inspirar você a criar a sua própria estratégia!

 

Se interessou? Leia nosso blog! Tem muito mais material lá! Assine e receba conteúdo novo por e-mail! É só colocar seu e-mail na caixa ali do lado =>

Conheça nosso Facebook e nosso Instagram!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s