Juju Doces: confeitaria com visão de mercado

empreendedores criativos

A jornalista Júlia Prata (26) é dona da Juju Doces, empresa criada no final de 2014 em Juiz de Fora (MG) e que começou ao acaso, conforme narra a empreendedora, “vendo o boom das brigadeirias na cidade e que eu sabia fazer quase tudo que era vendido ali”. Na época, Júlia tentava estágios na sua área e percebeu que os doces rendiam mais dinheiro que as bolsas de estágio, com uma carga de trabalho muito menor. Além disso, havia a afinidade pela ramo: “sempre gostei dessa área. Nas festas de casa, toda produção de doces era feita pela família. Comecei a buscar cursos para aprofundar meus conhecimentos e isso só faz a marca crescer”, conta.

Além de jornalista, Júlia faz curso de Eventos no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas para se especializar ainda mais, e, posteriormente, pretende abrir um espaço físico para as vendas. Atualmente, ela trabalha com encomendas e pronta entrega de brigadeiros e bolos de pote. “Como faço doces, prezo sempre por apresentar produtos frescos aos meus clientes, então a pronta entrega não é algo muito viável”, afirma.

A empresa foi formalizada desde o início, por conta das garantias futuras, e também pela chance de poder participar de licitações mais à frente. Júlia acredita que a sua área de formação, a comunicação social, tem a ver com o ramo dos doces no âmbito da divulgação do serviço: “vejo muita diferença das pessoas que não têm esse conhecimento na hora de divulgar os produtos”. Dessa maneira, a Juju Doces está no Facebook e também no Instagram, e a empreendedora tem uma preocupação especial com os textos e as imagens das postagens. 

“Estar online faz toda a diferença, as mídias são as nossas vitrines, é onde o novo cliente vê nosso trabalho e se interessa. Com doces, se come primeiro com os olhos”

Júlia conta que, constantemente, a dificuldade vem do medo que as pessoas têm do novo: “muitas vezes, de não poder pagar por um produto um pouco mais sofisticado. Não tem como comparar um bolo feito por uma confeiteira por um bolo de padaria, por exemplo. Desse mesmo modo, os preços são mais elevados que os da padaria. O número de orçamentos que fazemos é muito maior que o de pedidos realizados”. O desafio passa ainda pela visibilidade em meio a tantos profissionais com qualidade no mercado, e, por isso, a empreendedora busca participar, com frequência, de feiras e eventos.

Júlia destaca também o diferencial da Juju Doces, que é prezar pela qualidade, desenvolver os produtos com materiais de marcas de referência e testar a receita antes de incluí-la no portfólio de produtos. Como conhecimento nunca é demais, a confeiteira aproveita para deixar um recado para quem está começando: “acredite nos seus sonhos e se qualifique. Conhecimento não ocupa espaço, e, se nada der certo, pelo menos você tem grande conhecimento em algum seguimento!”

E, você? Gostou dessa história? Conhece alguém que tem seu próprio negócio e tem vontade de contar sua trajetória? Fale com a gente! Estamos no Facebook e também no Instagram! Você tem vontade de empreender também? Se inspire nos nossos personagens semanais! A série continua na próxima terça-feira!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s